terça-feira, dezembro 12, 2006

Apreciação musical

NÚMEROS: 300 mil pessoas formam o público-alvo mensal da Osesp; 37% das maiores empresas brasileiras preferem investir em música erudita, o que faz dela o terceiro maior destino de investimentos, ao lado da música popular; 80% do público da Osesp tem mais de 50 anos; 96 a cada 100 pessoas da população brasileira das classes D e E nunca foram a um concerto de música erudita; 93 a cada 100 pessoasda classe C nunca foram a um concerto de música erudita; 75 a cada 100 pessoas da população das classes A e B nunca foram a um concerto de música erudita.
Esses números referem-se à Orquestra sinfônica de São Paulo. Eles mostram muitas coisas, tais como um problema no modelo de educação. Esse modelo não faz grande diferença entre os mais pobres e os mais ricos. Veja-se que não se pode afirmar que haja diferença de gostos, ou de formação de gostos musicais entre as classes D e A. Se 75% das pessoas dessas classe jamais foram a um concerto da música dita erudita, é porque não lhe foram dadas as oportunidades que o seu dinheiro poderia comprar. Oportunidades de aprender a apreciar a música como se diz que sabe apreciar o uisque. Os colégios onde estudam os ricos diferenciam-se mais no piso, e nas latrinas do que na formação do espírito.
Existe uma outra pesquisa que mostra que os maiores compradores de dvds bregas estão na classe A e, os maiores compradores de dvds piratas de bregas estão nas demais camadas. É uma educação muito sofrível, nos mais diversos níveis, e não apenas no básico da escrita, contagem e leitura.
Os pobres recebem uma educação musical parca - se a recebem - os ricos recebem uma educação musical parca. O que diferencia o pobre do rico, no Brasil, não é a cultura, é a quantidade de lixo que produz e com o qual se confunde.

Um comentário:

Poliana disse...

Biu concordo com você, a diferença entre ricos e pobres muitas vezes se da apenas na qualidade do produto adquirido, e quando digo qualidade não me refiro ao conteúdo, mas sim a qualidade física do produto, ou seja, enquanto o pobre compra um dvd de "aviões do forró" com o preço de R$5,00 o rico compra por R$29,90 na loja e ainda tem os extras (só não imagino o que será esse conteúdo extra).
Bem é isso!
Abraço forte.
Poliana